Menu fechado

Por Fernanda Fonsatti

Tromboembolismo arterial felino – a importância do diagnóstico precoce na cardiomiopatia hipertrófica

Nas últimas décadas o número de gatos dentro das residências vem aumentando de forma considerável, de forma que esses animais passam a fazer parte das famílias, sendo cada vez mais comum a procura por atendimento especializado e preocupação por parte dos tutores com o bem-estar e longevidade desses animais.

Conforme essa procura vai aumentando, assim como a expectativa de vida desses pacientes a responsabilidade passa a ser do clínico veterinário, que deve instruir de forma correta os responsáveis pelo animal. Assim como a profilaxia através de vacinação, vermifugação e controle de ectoparasitas, exames preventivos devem fazer parte do check-up anual desses animais, e conforme a idade vai avançando doenças específicas devem ser investigadas, sendo obrigatório fazerem parte da rotina desses animais.

Seja bem-vindo(a) leitor(a)!
Ainda não é assinante?

Assine agora e tenha acesso ilimitado a todas as materias de todas as edições da revista Medicina Veterinária em Foco!

Assinar